13.9 C
Canela
sexta-feira, junho 21, 2024
spot_imgspot_img
spot_img
spot_img
spot_imgspot_img
InícioRegiãoSão Francisco de Paula lança projeto “Um Milhão de Araucárias em 50...

São Francisco de Paula lança projeto “Um Milhão de Araucárias em 50 anos”

Publicidade

Crianças da rede municipal foram responsáveis por dar o pontapé no projeto com o plantio de 150 mudas de araucária em um bosque no Parque Natural Municipal da Ronda.
 

A Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade de São Francisco de Paula lançou na tarde da última quarta (21) o ambicioso projeto “Um milhão de araucárias em 50 anos” que vai pagar um valor anual para que silvicultores plantarem a espécie que está em Perigo Crítico de Extinção, segundo a União Internacional para a Conservação da Natureza e dos Recursos Naturais (IUCN). Crianças da pré-escola da rede municipal foram as responsáveis pelo pontapé inicial no projeto com o plantio de 150 mudas no Bosque das Araucárias dentro do Parque Natural Municipal da Ronda.
 

Publicidade

Na região dos Campos de Cima da Serra a araucária é responsável pelo contorno mais característico no horizonte. A paisagem típica, conversa com os bosques desta árvore que é considerada uma das mais antigas espécies vegetais existentes na Terra, datando 200 milhões de anos. O pinhão, fruto da araucária, também possui uma grande relevância cultural como insumo gastronômico em toda a região. Por isso, botar em prática um projeto para preservar e ampliar a área coberta com araucárias é tão importante para a preservação deste banco genético vegetal e para a proteção da cultura local que permeia a espécie. 
 

Publicidade

Parte importante da iniciativa é o subsídio anual, que será pago durante 10 anos, por unidade da espécie plantada. O projeto de lei, já enviado pelo Executivo para a Câmara de Vereadores e aguardando votação, regulamenta o pagamento anual de 7 reais por muda de araucária plantada. Os silvicultores também receberão certificação que viabilizará a exploração econômica de parte dessas árvores, com a colheita do pinhão e inclusive uso da madeira, reintegrando a espécie em um ciclo econômico e ainda assim sustentável. 
 

É o conceito “conservar pelo uso” que é defendido pelo pesquisador Ivar Wendling, da Embrapa Florestas. “Mesmo com árvores sendo cortadas para usar a madeira, por exemplo, o interesse pela espécie pode crescer tanto que, em pouco tempo, a espécie provavelmente não vai mais estar ameaçada de extinção”, acredita Wendling.
 

Michele Knob Koch, Secretária de Meio Ambiente e Sustentabilidade do Município ainda destaca que projeto “Um milhão de araucárias” auxilia também no paisagismo e na proteção ambiental. “Pretendemos retirar o estigma de que a araucária só ocupa espaço”, afirma. 

Publicidade


Publicidadespot_img
Artigos Relacionados
Leia também
📍 Coluna esportiva com opinião do jornalista Alexandre Cruz.📌 Assuntos da semana são Decisão da Terceirona de Futsal, Super Copa Nova Petrópois de Futsal Feminino, Canela no Estadual Série Prata e Dupla Gre-Nal.👉 A Coluna tem como apoiadores:CANELA MATERIAIS...
CANELA - Continua aberta para visitação gratuita, até o dia 30 de junho, a Exposição Expresso 232, do artista Stalisnau Kosciuk, das 10 às 22 horas, na Estação Campos de Canella – a Rua Coberta de Canela, com o...
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Populares

Leia Mais

Iniciar conversa 👍
1
Seja bem vindo!
JD Canela
Olá! 😀
Quer receber notícias no seu WhatsApp?
Entre no nosso Canal de notícias.
Nos envie um "oi" e te enviamos o link para participar.