Temporada de Verão de Canela inicia nesta sexta com atrações virtuais

46
“Cantigas da Terra”, de Adilson de Oliveira
Publicidade

Um verão diferente, mas não menos atraente. A Temporada de Verão de Canela, que se inicia nesta sexta-feira, dia 15, será totalmente virtual e exibirá as atrações culturais da cidade que foram contempladas pela Lei Aldir Blanc.

A programação on-line será transmitida até 7 de março, terças e quintas-feiras, a partir das 20h30, no canal @canelapaixaonatural no YouTube (com link no Facebook). Cada uma das exibições irá apresentar o trabalho de duas ou três expressões culturais diferentes, contemplando artes plásticas, artesanato, artes cênicas, música, dança, artes visuais, teatro e literatura. Os vídeos serão reproduzidos exatamente como foram enviados pelos participantes. “Essa é a oportunidade de mais uma vez darmos espaço e visibilidade para quem faz a cultura de Canela acontecer. A Temporada de Verão irá proporcionar momentos de descontração e entretenimento a todos através das redes sociais. Mantemos o distanciamento social, que ainda se faz necessário em função da pandemia, mas não deixamos de entregar uma programação diversificada para a comunidade e os visitantes, que poderão conferir a qualidade dos nossos talentos locais”, destaca o secretário de Turismo e Cultura de Canela, Ângelo Sanches.

Publicidade

PRIMEIRAS ATRAÇÕES

Publicidade

Nesta sexta-feira, dia 15, as exibições irão contemplar música, com o vídeo “Cantigas da Terra”, de Adilson de Oliveira; e balé, com o vídeo “Dançando a criança se faz melhor”, de Alessandra Abrantes.

Morador de Canela, Adilson de Oliveira tem se dedicado ao estudo e trabalho com percussão, musicalidade que envolve ritmos populares brasileiros. “Existe nessa música o legado histórico de um povo. Tenho desenvolvido na cidade algumas oficinas no sentido de manter viva essa tradição, a cultura afro sul-brasileira”, explica. Fundamentada em estudos e pesquisas, a apresentação do vídeo “Cantigas da Terra” vai mostrar através da música a contribuição dos negros na cultura afro gaúcha. “Fico honrado em participar da Temporada de Verão de Canela, porque o meu trabalho é a representação de muitas pessoas que construíram comigo esse movimento para manter viva a arte dos tambores”, revela Adilson.

Alessandra Abrantes trabalha como professora de balé infantil há aproximadamente dez anos. “Observar o mundo e socializar faz com que a criança amadureça a sua consciência corporal, por isso trabalho com o lúdico, pois assim ela aprende de um jeito diferente a cuidar do seu corpo”, explica. As aulas do balé infantil, também conhecido como Baby Class, são com crianças de três a cinco anos e acontecem no Colégio Marista e na Escola de Educação Infantil Dente de Leite. “Sou muito grata pela oportunidade de poder começar o ano mostrando o meu trabalho na programação desse evento de verão”, revela a pedagoga.

LEI ALDIR BLANC

Sancionada pelo Governo Federal, a lei nº 14.071/2020 beneficia todos os contemplados que tiveram suas atividades prejudicadas por conta da pandemia Convid-19 e que cumpriram todos os requisitos exigidos pelos editais. Puderam requerer o auxílio, espaços culturais e projetos culturais. Quem ganhou os valores, apresentou, como contrapartida, uma atração gratuita gravada em vídeo (não sendo necessariamente inédita) que será exibida durante a programação da Temporada de Verão de Canela. Ao todo, foram distribuídos R$ 335 mil para a classe cultural local, sendo R$ 177 mil entre 12 espaços culturais e R$ 156 mil entre 39 projetos culturais. 

“Dançando a criança se faz melhor”, de Alessandra Abrantes.
Publicidade