Pense nisso: “Para que o mal triunfe, basta que os bons não façam nada”

105
Cartola-nova-xandi
Publicidade

Em dezembro de 2019 escrevi uma coluna com este título, “Para que o mal triunfe, basta que os bons não façam nada”. Esta foi uma das minhas colunas que mais vezes foi lida, não sei a razão disto, talvez pelo título chamativo. Na coluna, (que pode ser lida aqui) falo sobre o cervo Chico e onde vi pela primeira vez esta frase.

Hoje, volto a usar esta frase que tem um significado enorme. Nesta semana, infelizmente uma fatalidade acabou ceifando uma vida e deixando uma família destroçada. Um acidente envolvendo dois caminhões, um conduzido pelo pai e o outro pelo filho, em Cascavel no Paraná. O pai foi obrigado a frear e o filho, que vinha atrás colidiu na carreta, ficando preso nas ferragens. O caminhão pegou fogo e o pai tentou desesperadamente salvar o filho preso na cabine. Por mais força que tivesse, não foi suficiente para abrir a porta e viu o filho morrer carbonizado.

Publicidade

Enquanto a situação ocorria, muitas pessoas passaram pelo local e o que fizeram? Se uniram e de extintor em mãos apagaram o fogo e voltaram para casa com a sensação de dever cumprido. Não foi isso que ocorreu. Pegaram o celular e preferiram filmar e postar a tragédia nas redes sociais. Quantos extintores haviam por lá e poderiam ter feito a diferença entre a vida e a morte para o jovem de 23 anos, que recém tinha comprado o caminhão e seguia os passos do pai. 

Publicidade

É bem verdade que se era a hora do rapaz, nada adiantaria. Mas quando se tem nas mãos a oportunidade de ajudar, se torna inadmissível não tentar. Como jornalista, sei bem a importância de uma foto ou filmagem para uma matéria, mas isso não pode valer mais do que uma vida. Nem sempre o certo é o mais fácil a se fazer, mas ainda assim o que é certo deveria prevalecer.

A tecnologia deveria ser algo bom, faz parte da nossa evolução. Por outro lado parece que quanto mais evoluímos, mais esquecemos coisas básicas e inversão de valores. Exemplos como este dos caminhoneiros estão se tornando comuns. Ao invés de tentar ajudar, é preferível olhar e filmar. Mas, felizmente, há ainda muitas pessoas que estão por aí, algumas anonimamente, mas que fazem a diferença com suas atitudes. Não podemos deixar nunca que o mal triunfe. Às vezes, uma pequena ação, faz uma enorme diferença para outra pessoa. O que fazemos de bem aos outros, um dia volta pra gente.

“Para que o mal triunfe, basta que os bons não façam nada”, Edmund Burke