O esporte canelense está na UTI

0
189

Sem dúvida muito triste para quem viu grandes jogos nos campos da Celulose, MAC, Serrano, SESI, Maristão e agora ver o esporte definhando.

Já faz quase três décadas que acompanho o esporte canelense como jornalista esportivo e tive a oportunidade de cobrir uma época muito boa de competições. Pude ver o Futsal de Canela ser o melhor da região, com jogadores vindos de outras cidades pela qualidade da competição. Tive o privilégio de ver em quadra atletas excepcionais como Hélio, Fióti, Téti, Balu, Zóio, Cadão, Juruna, Bidu, Duti, Zequinha, Guinho, Chinês, Tolão  entre tantos outros cuja lista é extensa. Também pude ver jovens talentos surgirem, como Tolãozinho, Espuleta, Negão, Paulo Josué, Lucas Farofa, Gabriel, Vitor e a lista também é enorme. Eram sempre competições de alto nível.

Isto falando de futsal, mas tinha ainda o Varzeano da 1ª e 2ª Divisão, sempre com excelentes jogos. Havia ainda as competições promovidas pelo SESI (Futsal/Futebol/Areião/Futebol Sete) que também movimentavam a região. Havia ainda os municipais de Vôlei de quadra, Futebol Sete e Futsal Feminino, além de competições de base e veteranos. Enfim, eram muitas as opções de campeonatos.

Mas hoje, a situação é completamente diferente. A maioria destas competições não existe mais e a estrutura de apoio e incentivo ao esporte só decaiu ao longo dos anos. Nestas quase três décadas sempre bati na tecla de que Canela precisava de um ginásio Municipal. A ideia era sempre usar o Ginásio Maristão e pagar caro pelos horários. Hoje não se tem mais essa possibilidade. A alternativa é usar o Ginásio da Vila Santa Marta, que é uma boa opção, mas não pode ser a principal. Os desportistas são bem acolhidos pelo meu amigo Luciano que cuida do local e se esforça para fazer o melhor, mas o ginásio deveria ter uma atenção melhor. Nem sequer vestiários tem para atender os atletas e acomodar o público, nem se fala.

Não gosto de comparações, mas fica difícil não olhar para a vizinha cidade de Gramado e não ver o quanto o esporte evoluiu lá nos últimos anos. Com empenho e força de vontade a comunidade passou de um ginásio de piso bruto para um complexo esportivo que hoje sedia competições de nível nacional e internacional. Seguindo neste caminho vai se tornar destaque no que se refere a receber grandes eventos esportivos. Que bom que isto ocorra e que triste que Canela não siga um caminho parecido.

Quem são os culpados?

Esta é a pergunta. Todos nós temos uma parcela de culpa. As administrações que nunca deram a devida importância ao esporte. Aqueles que assumiram o cargo de tocar o esporte e pouco buscaram por melhorias, até mesmo por não ter o devido respaldo de quem os colocou lá. Aos vereadores por só se lembrarem do esporte próximo das eleições. Dos desportistas que só reclamam na beira do gramado e na hora de comparecer às reuniões não vão ou se calam. E até mesmo nós, jornalistas, por não cobrar um pouco mais por melhorias. Até quando Canela seguirá sendo a única cidade da região sem um ginásio municipal? Quando vai tirar um dos inúmeros projetos de construção de Centro Esportivo das gavetas e colocar em prática? Bem, neste ritmo, provavelmente nem será mais necessário, pois o esporte aqui está caminhando para o óbito. O jeito, para quem quiser disputar competições, será arrumar uma forma de se inscrever em Gramado.