Vereador cobra falta de alimentos em escolas e Prefeitura nega que esteja faltando

0
24
Publicidade


O vereador Jerônimo Terra Rolim recebeu diversas denúncias de professores relatando que as escolas municipais estão sem alimentos. O vereador recebeu a informação que os professores estão fazendo vaquinhas para comprar comida.

Ainda, que não existe alimento suficiente e as crianças ficaram por uma semana tomando chá porque não tinha leite e até relato de falta de carne nas refeições.

Publicidade

O vereador já protocolou um pedido de informações questionando o Prefeito sobre esses fatos e será incluído na ordem do dia da próxima sessão, de segunda-feira.

Já a Prefeitura Municipal emitiu nota negando que haja falta de alimentos nas escolas. Segundo a nota: “A Secretaria de Educação esclarece que não há falta de merenda nas escolas da rede municipal de educação infantil. O fato divulgado em rede social é inverídico. O secretário adjunto da pasta, Rafael Cardoso, conta que assim que soube do assunto, foi conferir o que estava acontecendo e o Departamento de Nutrição o informou que não existe falta de merenda escolar em nenhum dos 24 educandários atendidos. Ao buscar mais esclarecimentos se constatou que uma ÚNICA ESCOLA
está com pequena quantidade de frutas e verduras, pois em e-mail registrado pelo departamento, a direção cancelou o pedido destes e outros suprimentos nas últimas duas semanas para evitar desperdícios.
“O que mais prezamos é a alimentação de nossos alunos e não vamos admitir denúncias infundadas” destacou Rafael que já solicitou esclarecimentos para a direção da instituição que cancelou o pedido de entrega de alimentos.

O vereador ainda comentou sobre a nota divulgada pela prefeitura, contestando a informação.

“A prefeitura faz muita coisa errada e somente quando eu descubro ela se manifesta. Essa nota da prefeitura é mentirosa faltou comida sim e faltou o carne e leite e farinha e não frutas. Vamos levar essa denúncia para o Ministério Público por que isso é um crime. Vejo uma nota mentirosa que a prefeitura escreveu. Se é inverídico fato então ela deve me processar por eu ter mentido na rede social. E agora recebi uma denúncia que tem uma escola que está com surto de covid com vários professores afastados e o prefeito mesmo assim determina que fique aberta. Não vamos aceitar essa tirania”, destacou o vereador.

Publicidade

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.