10.9 C
Canela
domingo, maio 19, 2024
spot_imgspot_img
spot_img
spot_img
spot_imgspot_img
InícioNotíciasPrimeiro eletroposto de carga rápida em hotel no Brasil é instalado no...

Primeiro eletroposto de carga rápida em hotel no Brasil é instalado no Kempinski Laje de Pedra

Publicidade

Equipamento faz parte de programa de eficiência ambiental implementado desde as obras até início das operações do empreendimento em Canela.

Os visitantes e donos de carros elétricos que chegam ao Espaço Kempinski Laje de Pedra em Canela encontram um equipamento inédito. Primeira estação de carregamento rápido situada em um hotel no Brasil, a espécie de totem funciona com carga de corrente contínua com velocidade de carregamento de 60kwh e potência de 500V. Em apenas 30 minutos é possível recarregar o carro elétrico e seguir o passeio pela Serra gaúcha. A tecnologia representa uma economia de 80% no tempo em relação aos equipamentos mais comuns, que funcionam com corrente alternada e entregam 7KwH e, com isso, levam de 3 a 9 horas para recarregar. 

Publicidade

A disponibilização destes pontos de recarga rápida já é uma realidade em locais turísticos e hotéis no exterior. No Brasil, a tecnologia começa a ganhar terreno agora. E o Kempinski Laje de Pedra Hotel e Residences é pioneiro ao oferecer a facilidade a seus visitantes antes mesmo da entrada em operação do empreendimento. 

Publicidade

A expansão do mapa de eletropostos rápidos no Rio Grande do Sul é crucial para acompanhar o movimento deste mercado no país e um diferencial capaz de atrair novos consumidores. Alessandro Ponzio, CEO da empresa parceira Zeta Uno, lembra que há uma frota cada vez maior de carros elétricos e a tendência é que o uso destes veículos se disseminem. “Um dos pontos elementares para isso é contar com pontos de recarga ao longo dos trajetos – de preferência com corrente contínua para o viajante não ter de dormir na cidade enquanto seu carro é ‘abastecido’. Empreendimentos e cidades que contam com esta facilidade se tornam parte da rota e mostram sua hospitalidade e inovação”, destaca.

Ponzio explica que a tecnologia acompanha o crescimento nas vendas de veículos elétricos e se antecipa a um novo padrão de comportamento dos viajantes. “Os proprietários de veículos elétricos devem passar a selecionar seus destinos com base também na disponibilidade de carregamento rápido. Garantir esse acesso antes mesmo de começar a receber hóspedes e moradores já demonstra que o Kempinski Laje de Pedra está antenado às necessidades de cada um”, salienta Ponzio.

O equipamento instalado no local é da PlugNGo, fabricante de eletropostos da qual Ponzio também é sócio. A recarga rápida consegue “abastecer” simultaneamente dois carros. Para isso, basta conectar-se através do aplicativo Garage Gigante. O valor cobrado é de R$ 2,50 por Kwh.

Empreendimento busca certificação inédita de sustentabilidade em Canela 

Inovador em todos os aspectos, o Kempinski Laje de Pedra Hotel & Residences em Canela incorpora, da execução das obras de retrofit e ampliação do prédio até os serviços após a entrada em operação, os mais elevados padrões de eficiência ambiental. O projeto promete ser uma referência no Brasil em práticas ecológicas e certificações de sustentabilidade – como a Certificação LEED, uma das mais reconhecidas e exigentes do mundo.

O prédio contará com um extenso sistema com mais de 2 mil placas fotovoltaicas com capacidade para gerar de 22% a 25% do total de energia consumida. Coletores solares também serão usados para aquecimento de água,  e um sistema de reaproveitamento de águas garantirá a irrigação dos jardins, todos formados por plantas nativas completamente adaptadas ao clima, insolação e regime de chuvas da região. 

Até o vento característico da localização à beira do Vale do Quilombo, uma falésia com aproximadamente 400 metros, foi amplamente estudado e analisado, através de modelos computacionais, e diversos itens de arquitetura e paisagismo foram modificados, criando barreiras naturais ou através de elementos arquitetônicos, visando trazer mais conforto para os usuários e permitindo o uso de todas as áreas sem desconforto, por um maior período de tempo. 

Para obter a certificação LEED e outros atestados de responsabilidade ambiental é preciso estar atento às exigências desde a fase de concepção do produto e comprovar as boas práticas desde o início das obras de revitalização, em abril deste ano, até o dia a dia da operação. Para isso, diversas medidas foram implementadas, que abrangem desde a limpeza dos pneus dos caminhões utilizados para o transporte dos materiais retirados do terreno, fazendo descarte apropriado dos diferentes materiais, reciclando o máximo possível, utilizando no empreendimento maquinários e equipamentos com selo verde, que ateste baixo consumo energético e uso de gases que não afetem a camada de ozônio. Este processo é acompanhado mensalmente por profissional qualificado e certificado para tal trabalho.

Certificação Leed, estratégias sustentáveis, eficiência energética e hídrica, acústica, análise do micro clima, conforto térmico e lumínico, selo verde de equipamentos são linguagens comuns no desenvolvimento do projeto, onde atualmente trabalham mais de 130 profissionais de alto nível. Sua execução busca respeitar a cultura local e atender a rigorosas normas norte-americanas e europeias de eficiência energética e conforto térmico.

“O novo Kempinski Laje de Pedra certamente será um exemplo a ser seguido, mostrando que é possível aliar luxo e conforto a uma gestão consciente e responsável com o meio ambiente”, destaca Luiz Henrique Vasconcellos, engenheiro responsável pelas obras e Diretor Técnico da Stonecliff, gestora do empreendimento. Com a inauguração do empreendimento em meados de 2026, os olhos do mercado hoteleiro se voltam ao Kempinski Laje de Pedra, “que certamente se tornará referência em sustentabilidade, conforto e alto padrão de atendimento”.

“A natureza exuberante e intocada faz parte da experiência única e autêntica proporcionada a todos os proprietários das Kempinski Residences e futuros visitantes. Por isso o cuidado com a sua preservação e diminuição dos impactos são essenciais”, salienta José Paim, um dos sócios do Kempinski Laje de Pedra. Além da incorporação desses elementos à arquitetura e decoração, a valorização das belezas naturais gaúchas está também na realização de atividades de lazer e aventura de contato com a natureza. 

Publicidade


Publicidadespot_img
Artigos Relacionados
Leia também
CANELA/GRAMADO -  Um gol de placa foi marcado por equipes de Canela e Gramado neste final de semana, com a realização de jogos solidários em prol das vítimas das enchentes. Atletas das duas cidades se reuniram e realizaram eventos...
GRAMADO - Na tarde desta quinta-feira (16), estiveram reunidos o secretário da Agricultura, Marcos Lovato, o adjunto, Eliézer Lima, a extensionista da Emater, Janete Basso, e o presidente do Conselho de Desenvolvimento Rural, Nilo Seewald, para avaliar e discutir...
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Populares

Leia Mais

Iniciar conversa 👍
1
Seja bem vindo!
JD Canela
Olá! 😀
Quer receber notícias no seu WhatsApp?
Entre no nosso grupo de notícias.
Nos envie um "oi" e te enviamos o link para participar.