Prefeito de Gramado sobre a bandeira vermelha: “Reclassificação injusta”

108
Fedoca
Foto: Fernanda Fauth
Publicidade

O Governo do Estado do Rio Grande do Sul não atendeu o recurso do Observatório Regional de Saúde da Macroserra, que inclui Gramado, referente à permanência na bandeira laranja. O anúncio foi confirmado pelo governador Eduardo Leite no fim da tarde desta segunda-feira, dia 13. Deste modo, o município reingressa na classificação de bandeira vermelha – que corresponde a um risco de padrão alto.

Com esta decisão, Gramado deverá se adequar a uma série de restrições mais rígidas no comércio, na hotelaria, na gastronomia e em serviços. As normas são válidas a partir desta terça-feira, dia 14. “Mediante a adoção de critérios regionais de avaliação, nossa cidade acabou penalizada sem dar causa direta a essa reclassificação extremamente danosa e na minha visão injusta, porquanto desprezou a situação individual do nosso município na atribuição dos marcos classificatórios”, assinala o prefeito de Gramado, Fedoca Bertolucci.

Publicidade

“Não é merecida a punição aplicada genericamente, equiparando de modo singelo comportamentos rigorosamente diversos. Sem a possibilidade de recorrer da decisão no âmbito administrativo, conclamo o laborioso povo gramadense no sentido de ultrapassarmos esse momento tormentoso e sobretudo injusto”, confirma.

Publicidade
Publicidade