A cultura da colônia e a produção rural são os grandes destaques do Festival Sabores da Colônia, evento que iniciou na sexta-feira, 1º de julho, em Nova Petrópolis. A programação diária segue até o dia 10, domingo, no Centro de Eventos do Município, com entrada e estacionamento gratuitos.

“São 60 estandes, sendo 37 agroindústrias, oriundas de Nova Petrópolis e de diversas cidades do nosso Estado. São agroindústrias, gastronomia, cervejarias, artesanato e comércio em geral, os quais agradecemos e parabenizamos pelos magníficos produtos aqui ofertados. Esta qualidade excepcional é o grande símbolo do Festival Sabores da Colônia”, afirmou o prefeito de Nova Petrópolis, Jorge Darlei Wolf, durante a cerimônia de abertura oficial do evento, na noite de sexta-feira.

Publicidade

Além dos produtos ofertados nos espaços de exposição, as heranças coloniais dos imigrantes alemães e italianos são evidenciadas pelo Festival Sabores da Colônia através de oficinas gastronômicas, música de bandinhas típicas, danças folclóricas, jogos coloniais e quatro cervejarias, presentes junto ao palco principal com uma vasta oferta de estilos de chopp artesanal.

Conforme o secretário municipal de Turismo, Indústria e Comércio, Rodrigo Santos, a mudança para o Centro de Eventos atingiu todas as expectativas nos três primeiros dias do evento. “É um novo Festival Sabores da Colônia, construído com muita coragem, porque fazer turismo é ter coragem, e também com a parceria extraordinária do Sindicato dos Trabalhadores Agricultores Familiares de Nova Petrópolis e Picada Café, que é nosso parceiro no evento desde 2021”, afirma o secretário. “Felicidade e realização. Essas são as palavras que definem este momento”, acrescenta o presidente do Sindicato, Ari Boelter.

COOPERATIVISMO
No sábado, dia 2 de julho, em comemoração ao Dia Internacional do Cooperativismo, o Festival Sabores da Colônia ofereceu diversas atividades relacionadas ao legado do padre Theodor Amstad. José Mário Konzen, Ovídio Hillebrand e Cândida Schaedler ministraram a palestra “Dia Internacional do Cooperativismo”. No palco principal do Centro de Eventos foi encenada a peça teatral  “Um pequeno grande homem”, da Companhia Garagem de Teatro, sendo a primeira apresentação oficial baseada na história real do padre Theodor Amstad. Além disso, diversas cooperativas escolares estiveram presentes no evento com seus produtos e atividades.

“O cooperativismo de crédito começou aqui em Nova Petrópolis em 1902, com um grupo de agricultores. E hoje, aqui neste evento, a gente percebe que os agricultores continuam unidos, com o mesmo propósito, que é crescer e desenvolver”, destacou o conselheiro da Casa Cooperativa de Nova Petrópolis, Mário José Konzen.

O Festival Sabores da Colônia segue até o dia 10 de julho, com programação diária no Centro de Eventos de Nova Petrópolis. O evento é uma realização da Prefeitura de Nova Petrópolis, através das Secretarias Municipais de Turismo, Indústria e Comércio e de Agricultura e Meio Ambiente, em parceria com o Sindicato dos Trabalhadores Agricultores Familiares de Nova Petrópolis e Picada Café. Conta com patrocínio master da Sicredi Pioneira e Secretaria Estadual de Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural. Patrocínio de Ecosul Energia Solar e Bitcom. Apoio: Fetag/RS, Emater/RS, Casa Cooperativa e Rota Romântica.

Fotos: Sabrina Schuster/Divulgação
Publicidade

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.