14.3 C
Canela
quarta-feira, junho 19, 2024
spot_imgspot_img
spot_img
spot_img
spot_imgspot_img
InícioSegurançaComo voto de confiança no Governo, Delegados voltam a dar entrevistas e...

Como voto de confiança no Governo, Delegados voltam a dar entrevistas e divulgar operações

Publicidade

Como um voto de confiança dado ao Governo Eduardo Leite, Delegadas e Delegados do Rio Grande do Sul decidiram suspender o silêncio e a medida que paralisou fornecimento de dados, divulgação de operações e concessão de entrevistas. A decisão foi tomada em Assembleia Geral da classe, nesta segunda-feira (13/11), no início da noite. A decisão ocorre após o Governo ter recebido a ASDEP e aceitado iniciar negociação sobre recomposição das perdas salariais.

“É um voto de confiança. Iniciamos nossa mobilização e o Governo parece que entendeu e nos recebeu, criou um canal de diálogo. Na próxima quinta-feira (16/11), teremos uma reunião com a Secretaria Estadual do Planejamento. Agora, se as negociações evoluírem para óbito, tomaremos medidas mais agudas, certamente. Temos uma grande defasagem salarial e estamos há dez anos sem aumento digno”, salientou o presidente da Associação dos Delegados de Polícia do RS, Delegado Guilherme Wondracek.

Publicidade

Recentemente, no dia 9 de novembro, após mais de duas horas de conversa com entidades que representam os servidores da Polícia Civil, o Governo do Estado comprometeu-se a criar uma mesa de negociação para estabelecer um cronograma de reajuste salarial, o qual deve ocorrer a partir do início de 2024, quando o Estado deve deixar o limite prudencial. O compromisso foi formado pelo  Chefe da Casa Civil, Arthur Lemos, em reunião com a ASDEP. Além de representantes da diretoria da Associação dos Delegados de Polícia, o encontro teve a participação de outras entidades representativas da PC.

Publicidade

Recentemente, Delegadas e Delegados da Polícia Civil decidiram não divulgar mais detalhes de operações policiais e número de prisões para a imprensa e em redes sociais, bem como não conceder mais entrevistas. A medida, decidida em Assembleia Geral da categoria, realizada no fim de outubro, com participação de centenas de Delegados e Delegadas, foi uma forma de protesto pela inexistência de diálogo com o Governador Eduardo Leite no sentido de negociação e valorização da carreira. O tensionamento decorre da crescente insatisfação nos últimos meses entre servidores da área da segurança pública com o Governador Eduardo Leite, que não recebe as categorias para negociar, no entanto, divulga rotineiramente os excelentes resultados da segurança pública. Delegados e Delegadas da Polícia Civil acumulam perdas salariais significativas.

Fonte: ASDEP

Publicidade


Publicidadespot_img
Artigos Relacionados
Leia também
CANELA - A Prefeitura de Canela sempre buscando a transparência e a participação cidadã disponibilizou, em seu site oficial, um link direto para que todos possam acessar os documentos elaborados até o momento no processo de criação do novo...
CANELA - A Temporada de Inverno de Canela 2024 promete aquecer os corações e os sentidos de moradores e turistas entre os dias 29 de junho e 11 de agosto. Com uma programação diversificada, o evento se destaca como...
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Populares

Leia Mais

Iniciar conversa 👍
1
Seja bem vindo!
JD Canela
Olá! 😀
Quer receber notícias no seu WhatsApp?
Entre no nosso Canal de notícias.
Nos envie um "oi" e te enviamos o link para participar.