Cinco pessoas presas em flagrante durante operação que investiga furto de energia elétrica

0
84
Publicidade

A Polícia Civil de Canela realizou, nesta segunda-feira (13), grande operação policial na cidade, inspecionando empresas, comércios, lojas, mercados, restaurantes e residências em Canela. O objetivo da ação, que contou com a participação de cerca de 70 agentes, é apurar eventual desvio de energia elétrica (“gato”), o que é crime previsto na legislação penal, com pena de até 4 anos de prisão. Ao todos, 58 locais foram inspecionados na cidade.

O Delegado Vladimir Medeiros, titular da Delegacia de Polícia de Canela e responsável pela operação policial, informou que a ação desta segunda-feira é resultado de uma investigação policial que constatou diversos locais na cidade com suspeita de adulteração no sistema de energia. A autoridade policial referiu, ainda, que houve troca de informações com a RGE para que os locais pudessem ser verificados um a um. Medeiros destacou que se trata de nova ação policial da Delegacia de Polícia de Canela no combate à corrupção, uma vez que o “gato”, além de constituir crime, também é considerada prática de concorrência desleal, prejudicando o empresário ou comerciante que trabalha honestamente, e representa sonegação de tributo, já que há menores valores de ICMS pagos aos cofres públicos por conta dos desvios de energia.

Publicidade

A ação policial focou as fiscalizações em empresas, lojas, restaurantes e mercados da cidade, em praticamente todos os bairros de Canela. No total 11 pessoas foram detidas e encaminhadas à Delegacia de Polícia de Canela durante a operação policial. Destas, 5 foram presas em flagrante.

Publicidade