Brigada Militar apresenta balanço das ações realizadas em 2020 na região

25

O ano de 2020 teve uma adversidade a mais com a pandemia, o que não impediu que os Policiais Militares continuassem no constante trabalho para garantir a segurança e a tranquilidade da Sociedade Gaúcha.

O 1º Batalhão de Policiamento em Áreas Turísticas (1º BPAT) é composto por 10 cidades, da Região das Hortênsias, Campos de Cima da Serra e parte do Vale do Paranhana. O número de prisões foi menor em comparado com o ano de 2019, ainda assim foram mais de 2 mil. O total de atendimentos aumentou, foram quase 17 mil ocorrências, em que as guarnições da Brigada Militar foram acionadas.

Publicidade

A região em que o Batalhão Turístico atua é conhecida nacionalmente por seus grandes eventos. Como a pandemia impediu que alguns eventos fossem realizados, como Oktoberfest Igrejinha, e outros não tivessem apresentações, como Natal Luz (Gramado) e Natal dos Sonhos (Canela), houve diminuição de pessoas circulando nos municípios. Ainda assim, mais de 130 mil pessoas foram abordadas, revistadas e identificadas, e quase 63 mil carros fiscalizados.

Publicidade

Houve aumento no número de prisões por roubos, por porte ilegal de arma de fogo, bem como número de armas apreendidas, ainda prisões por tráfico de drogas, dobrando a quantidade de drogas, sendo apreendido mais de 23,7 kg de maconha e 4,5 kg de cocaína.

Nos quesitos criminais, foram reduzidos os índices de homicídio, roubo a pedestre, roubo a residência, de furtos (entres estes do furto de veículo). Apenas o roubo a estabelecimento comercial teve um pequeno aumento de ocorrências, passando de 30 em 2019, para 34 em 2020, e roubo de veículo, aumentando de 13 para 16, respectivamente.

O comandante do 1º BPAT, Major André Lima da Silva, destaca o número de prisões e a atuação das guarnições da Corporação no ano de 2020: “Mesmo diante da pandemia, a Brigada Militar não parou, sendo que os Policiais Militares diuturnamente continuaram com seu trabalho no policiamento ostensivo, sempre prontos a atender a população através do 190, nos mais variados tipos de ocorrência. Os números divulgados recentemente pela Secretaria de Segurança indicam a redução de vários indicadores criminais. Importante ressaltar o trabalho abnegado do efetivo deste Batalhão que contribuiu para que esta realidade também se apresentasse em nossa Região”.

GRAMADO

O município atendeu 2.384 ocorrências e prendeu 378 indivíduos. Mais de 28 mil pessoas foram abordadas e quase 12 mil veículos fiscalizados. Destaque para o aumento de traficantes (de 16 em 2019 para 40 em 2020). Por consequência o aumento nas apreensões de drogas, com mais de 1,3 kg de cocaína e quase 8 kg de maconha.

Seguindo os números de toda a área, em Gramado houve uma grande diminuição dos números de furto. Também reduziu o furto de veículo e o furto em veículo (quase pela metade), o roubo a estabelecimento comercial, roubo a pedestre (17 para 4), e roubo a residência (3 para 1).

CANELA

Foram mais de 21 mil pessoas abordadas, mais de 7 mil veículos, com mais de 5 mil ocorrências atendidas. Houve pequeno aumento no número de furtos, ainda assim 74 pessoas foram presas pelo crime no município. De modo geral teve diminuição nas ocorrências por roubos. Roubo a pedestre caiu mais que a metade. O índice que houve aumento nos roubos foi no quesito a estabelecimento comercial. Aumento também no número de prisões por roubos, passando de 13 para 25.

No total 656 presos. Porte ilegal de arma de fogo também teve aumento de prisões (11 para 27), assim como o número de apreensões de armas (21 para 24). A prisão por tráfico de drogas teve pequena queda, mas as apreensões de entorpecentes aumentaram, destaque para quase 6,5 kg de maconha retiradas das ruas do município no ano.

NOVA PETRÓPOLIS

Foram 142 prisões realizadas, com aumento no número de traficantes (15 para 28), ainda nas apreensões de entorpecentes, com 293 gramas de crack, 1,6 Kg de cocaína e mais de 2,5 kg de maconha.

Ao todo 966 ocorrências atendidas, mais de 11,5 mil pessoas abordadas e mais de 6 mil veículos. Houve diminuição nos números de furtos (97 para 83), furto de veículo (9 para 4), não sendo registrado em 2020 roubo a estabelecimento comercial nem roubo de veículo no município.

IGREJINHA

No vale do Paranhana, em Igrejinha, houve aumento no número de prisões (de 419 para 480). Destaque para o número de presos por roubos (3 para 12), por porte ilegal de arma de fogo (2 para 7), bem como no número de posses (62 para 83) e no tráfico de entorpecentes (16 para 60).

No total 2.220 ocorrências atendidas, mais de 18 mil pessoas abordadas e mais de 10 mil carros fiscalizados. No quesito apreensões de drogas um grande aumento registrado no município com 461 gramas de cocaína e mais de 4,1 kg de maconha. O município ainda teve redução nos furtos (311 para 239), no furto de veículos, bem como no roubo a pedestre e a residência. Também não houve nenhum homicídio no município em 2020 (2019 foram 4).

TRÊS COROAS

Ainda no Vale do Paranhana, Três Coroas atendeu quase duas mil ocorrências e realizou 250 prisões. Quase 11 mil pessoas abordadas e quase sete mil veículos. Houve redução nos índices de furtos e roubos, em especial em roubo a estabelecimento comercial e a pedestre. Nas apreensões de drogas houve um aumento, com 202 gramas de cocaína e quase 2,5 kg de maconha. O número de apreensões de armas também aumentou (6 para 10).