Vereador Felipe Caputo e vice-prefeito Gilberto Cezar recebem a representante do CREF Carla Preto

38
Publicidade

Na tarde de sexta-feira (7) o vereador Felipe Caputo e o vice prefeito Gilberto Cezar receberam na Câmara de Vereadores de Canela Carla Preto, representante do CREF (Conselho Regional de Educação Física), onde conversaram sobre a importância da atividade física principalmente na prevenção de doenças, tais como o COVID-19.

O vereador Felipe Caputo apresentou na Câmara de Vereadores o Projeto de Lei que torna essencial a atividade física no município de Canela, sendo aprovado por unanimidade e sancionada pela Lei Municipal 4.515 de 14 de abril de 2021.

Publicidade

“Muito feliz em poder em tão pouco tempo já ter uma lei tão importante para a saúde da população Canelense sancionada. Como profissional de Educação Física, me sinto realizado e reconhecido, sabendo que nossa profissão sem dúvida é de fundamental importância para a saúde das pessoas”, afirmou o vereador Caputo.

Publicidade

A lei visa reconhecer a prática da atividade física e do exercício físico, ministrados por profissionais de educação física como essenciais para população de Canela e as empresas prestadoras de serviços destinados a essa finalidade em tempos de crises ocasionadas por moléstias contagiosas ou catástrofes naturais, conforme pode ser acessado no site https://canela.cespro.com.br/visualizarDiploma.php?cdMunicipio=7337&cdDiploma=20214515&NroLei=4.515&Word=&Word2=

“Neste momento difícil que estamos vivendo, garantir atividade física como essencial é muito necessário, para assegurar que as academias possam abrir com segurança e para que as pessoas possam ter mais qualidade de vida e saúde”, disse Gilberto Cezar.

“A lei de essencialidade da prática de exercícios físicos, ministrados por Profissionais de Educação Física sancionada em Canela, demonstra o quanto o poder executivo e legislativo valoriza o Profissional de Educação Física como Profissional de Saúde e entende que estes profissionais podem ser aliados no combate à COVID-19 no tratamento não farmacológico das patologias e na melhoria da qualidade de vida da população”, enfatizou Carla Preto

Publicidade