Patram participa de ação que apurou denúncia de uso de carne de cavalo em hamburguerias de Caxias

0
44
Fotos: Soldado Eliandro/Divulgação
Publicidade

Nesta quinta-feira (18), Policiais Militares do 3º Batalhão de Policiamento Militar Ambiental (Patram) oriundos dos municípios de Canela, Caxias do Sul e Bento Gonçalves prestaram apoio ao Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado) do Ministério Público Estadual na Operação de combate ao uso de carne de Equino (cavalo) no uso de alimentação humana.

A investigação realizada pelo Órgão do Ministério Público identificou o uso de carne sem procedência e de origem equina misturada a carne bovina e comercializada em diversos estabelecimentos no município de Caxias do Sul. Durante a operação seis pessoas foram presas, uma espingarda foi apreendida, entre outros objetos. O Gaeco apurou que o grupo investigado abastecia estabelecimentos da cidade com grandes quantidades de carne (em forma de hambúrgueres e bifes) provenientes do abate clandestino de equinos, suspeita que foi confirmada através da realização de perícias em duas hamburguerias de Caxias do Sul, em cujos lanches foi encontrada presença de DNA de cavalo.

Publicidade

Foi apreendida pela Fiscalização Agropecuária carne equina armazenada sem qualquer refrigeração com indícios de abate irregular e comercio. As guarnições de policiamento ambiental identificaram a intervenção em Área de Preservação Permanente de Banhado com abertura de valas de aproximadamente 50 metros onde foi efetuado o descarte irregular de resíduos de animais, maus tratos a animais domésticos, descarte irregular de resíduos domésticos e industriais.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.