Local do homicídio já foi palco de outras mortes em disputa pelo domínio do tráfico

0
139
Publicidade

Disputa pelo domínio do tráfico de drogas e vingança, são possíveis motivações para o assassinato violento praticado contra o adolescente Andrew Madruga Lopes 16 anos, morto na noite de domingo (16), no Carazal em Gramado. O jovem não tinha envolvimento com crimes, mas é filho de um detento que está no sistema prisional por envolvimento com tráfico e roubo.

O local onde o jovem foi morto tem histórico de violência, sendo palco de outras duas mortes em 2018 e 2020. A casa fica localizada em uma rua atrás do Snowland e já havia sido ocupada anteriormente por membros de facção criminosa envolvidos com tráfico de drogas. Há algumas semanas a esposa do detento, seu filho e outros parentes estavam residindo no local.

Publicidade

Os criminosos chegaram ao local usando capuz e roupa camuflada. Através da janela, efetuaram disparos de fuzil no jovem que estava sentado no sofá da sala, entrando em óbito no local. A Polícia Civil segue investigando o caso para apurar a autoria do crime. Este é o terceiro homicídio do ano em Gramado.

Publicidade