Jonas Bohn pede suspensão parcial do serviço de parquímetro durante a Pandemia

61

O vereador Jonas Bohn Bernardo, encaminhou ao Poder Executivo um pedido para que seja suspenso parcialmente o serviço de parquímetro na cidade, nos locais onde se encontram serviços essenciais, como hospital, farmácia, mercados etc. A ideia do vereador vem a partir da lei aprovada no município para a implantação do estacionamento rotativo, para que todos tivessem direito e possibilidade de estacionar no centro da cidade.

Entretanto, neste momento de pandemia por causa do Covid-19 (Coronavírus), onde todos estão se mantendo em suas casas, a manutenção do serviço de parquímetro, ao olhos do vereador, parece desnecessária. Este sentimento se alia a reclamação de muitos contribuintes que precisam despender muito mais tempo para ir até um mercado, banco, órgãos públicos, farmácias, postos de saúde e hospital, os quais, de acordo com as regras de distanciamento, estão autorizando a entrada intervalada de pessoas, o que exige muito mais tempo em fila para ingressar nesses estabelecimentos. Dessa forma, nenhum contribuinte consegue fazer um serviço no centro da cidade com prazo de 15 minutos de estacionamento.

Publicidade

“Por esses motivos, acredito que seria necessário um estudo acerca da possibilidade de isenção do estacionamento rotativo durante o decreto de calamidade pública, nas vias do centro da cidade onde se concentram a maior parte do comércio essencial. Igualmente, geraria maior benefício aos empregados da empresa terceirizada, os quais poderão trabalhar em sistema de rodízio junto as vias que não são isentas”, finalizou Jonas.

Publicidade