Covid-19: Canela e Gramado já recuperaram um total de 6.529 pacientes

71
Publicidade

Desde o início da pandemia, Canela e Gramado juntas já recuperaram um total de 6.529 pacientes da Covid-19. Nos boletins divulgados nesta sexta-feira (15), Gramado apresenta 56 novos casos, enquanto que Canela tem 25 novos infectados.

Canela contabiliza 7.988 exames realizados: 4.780 testes pela rede pública e 3.208 testes pela rede privada. Entre ontem (14) e hoje (15) foram recuperados mais 15 pacientes, totalizando 2.611 pessoas recuperadas. Nas últimas 24 horas 25 exames testaram positivo. Com isso Canela possui 71 casos ativos (infectados no momento) e registra 2.727 casos confirmados desde o início da pandemia.

Publicidade

Ao todo, atualmente, 13 pacientes de Canela estão hospitalizados, sendo que 11 tiveram diagnóstico positivo para o coronavírus e dois ainda aguardam os resultados dos exames! Todos os pacientes estão no Hospital de Caridade de Canela (HCC): quatro positivos na UTI; além de sete positivos e dois suspeitos na Enfermaria.

Publicidade

Já em Gramado, o boletim epidemiológico emitido pelo Centro de Operações de Emergência (COE), registra nas últimas 24 horas o acréscimo de mais 56 casos confirmados do novo coronavírus no município em relação ao último boletim emitido ontem, dia 14, quando eram 4.020 casos confirmados. Agora são 4.076 casos positivados desde o início da pandemia no mês de março do ano passado.

Os números atualizados apontam que dos 4.076 casos confirmados, 3.918 já se recuperaram, 156 estão em investigação e 115 pessoas estão em tratamento, destas, 13 estão internadas, 05 em leitos de enfermaria, sendo quatro casos confirmados e um suspeito, 08 em leitos da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Arcanjo São Miguel. Gramado registrou 43 óbitos pela doença.

Dos pacientes internados na UTI, 05 tiveram a confirmação para a doença e três aguardam os resultados dos exames. O boletim aponta ainda que 05 pacientes não residentes seguem internados no Hospital Arcanjo São Miguel, sendo 04 na UTI e um na enfermaria.

Publicidade