Bibo Nunes contesta decisão do Governador e leva à Câmara pedido de socorro do setor de Turismo

60
Publicidade

O deputado federal Bibo Nunes (PSL/RS) contestou nesta quinta-feira (15) na Comissão de Turismo da Câmara dos Deputados a decisão do governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite de restringir a 25% a capacidade de lotação de parques abertos e mantém parques de entretenimento fechados. A decisão continua afetando drasticamente o setor de turismo no Estado.

Nunes apresentou ao plenário da comissão, carta de pedido de socorro assinada pelo Secretário de Turismo de Canela, Ângelo Sanches Thurler e todos os empresários e entidades do trade turístico da Região das Hortênsias.

Publicidade

A carta faz um apelo para reabertura dos parques de forma integral e questiona a abertura de “outros ambientes de atendimento em áreas fechadas como shoppings, mercados e lojas (necessários para o desenvolvimento econômico) áreas que podem funcionar e os atrativos turísticos não” mesmo seguindo protocolos de segurança para funcionamento.

Publicidade

O parlamentar gaúcho lembra que a região da serra tem no turismo mais de 80% da sua economia. “O setor precisa urgentemente voltar a trabalhar, sob o risco de um caos social que prejudicará toda uma comunidade que vive do turismo”, disse.

Nunes ainda destaca que a cidade de Canela, assim como toda a região tem o turismo como vocação e base de toda a cadeia econômica. “É um dos destinos turísticos reconhecidos internacionalmente, e o que levou a região a esse patamar é o histórico de longos anos de trabalho que agora ficou proibido pelo Modelo de Distanciamento Controlado aplicado pelo atual Governo do Estado”, finaliza.

O presidente da comissão de turismo, deputado Bacelar, parabenizou Bibo pela iniciativa e garantiu uma audiência pública para tratar do tema juntamente com os secretários municipais de turismo do Brasil.

A economia das cidades Serra gaúcha foram duramente afetadas, e hoje corre o risco de não ter mais recursos para a saúde das cidades, o que pode impactar diretamente no tratamento das pessoas que precisarem. Mais de 15% das empresas do setor turístico da cidade de Canela já fecharam suas portas e a região soma mais de 7 mil desempregados.

Em 2020, O Rio Grande do Sul entrou para a lista internacional de destinos seguros em relação à pandemia de coronavírus. O selo “Turismo Seguro” foi concedido pelo Conselho Mundial de Viagens e Turismo, o WTTC e a cidade de Canela foi a primeira cidade do Brasil a receber o selo. Além disso todos os atrativos em função do cumprimento dos protocolos de segurança receberam o selo da Cidade de Canela Turismo Seguro e também o selo Turismo Responsável do Ministério do Turismo.

Publicidade