Rotary cadastra Oásis Santa Angela para receber testes para detecção do Covid-19

57

Em reunião virtual segunda-feira (25), o Distrito 4670, lançou o Projeto Corona Zero no Rio Grande do Sul. Trata-se de uma parceria com a Associação Brasileira de Portadores de Hepatite (ABPH) que aplicará testes para detecção do coronavírus em moradores e funcionários de asilos de idosos, legalmente denominados de Instituições de Longa Permanência para Idosos (ILPIs). Serão testes do tipo RT-PCR (reverse-transcriptase polymerase chain reaction) que é considerado o padrão-ouro no diagnóstico da Covid-19.

Cada clube fez o levantamento das necessidades dos municípios onde estão localizados e o Rotary Club Canela Inspiração cadastrou o Oásis Santa Ângela, onde serão testadas 81 pessoas. Os testes estão sendo distribuídos gradativamente e serão entregues aos profissionais do Oásis.

Publicidade

O Distrito 4670 já cadastrou cerca de 200 instituições. No Brasil já há mais de 1.000 lares de idosos cadastrados.

Publicidade

Mayara Ávila, associada do Rotary Club de São Leopoldo e representante para o RS da Associação Brasileira de Portadores de Hepatite, informou que, preferencialmente, a aplicação dos testes será feita pela própria equipe das instituições. Só em último caso se recorrerá a enfermeiros voluntários. Tudo para evitar a contaminação dos profissionais envolvidos na ação. A ABPH ofereceu treinamento para todo pessoal envolvido no trabalho.