Presídio de Canela faz balanço trimestral de ilícitos que deixaram de entrar na casa prisional

0
90
O levantamento contabiliza os meses de janeiro a março deste ano - Fotos: Divulgação Seapen
Publicidade

No apanhado de apreensões do primeiro trimestre de 2021, fruto de ações de prevenção de entrada de ilícitos no ambiente prisional, o Presídio Estadual de Canela apresentou sete ocorrências.

Nessas ocasiões, os agentes lograram êxito e impediram que diversos materiais chegassem até as pessoas presas. As substâncias apreendidas com os visitantes na sala de revista, quando da entrega de sacolas, muitas vezes são quase imperceptíveis, como escondidas em tubos de pasta de dente, em bainhas de roupas e até mesmo no interior de pedaços de carne cozida. Graças ao zelo dos agentes, nesses casos, a tentativa de ludibriar a revista foi frustrada. Outras tentativas se dão através do arremesso, coibidas da mesma forma, graças ao olhar vigilante dos policiais penais da casa prisional.

Publicidade

No levantamento, desde janeiro até março deste ano, foram interceptados 36 gramas de substância semelhante à cocaína, 17 gramas de substância semelhante à maconha e quatro aparelhos celulares. Em todos os casos, o material é encaminhado à delegacia de polícia de pronto atendimento do Município, para o registro da ocorrência.

Substâncias apreendidas as vezes são escondidas em embalagens como posta de dente
Publicidade