Parque dos Pinheiros tem registro aprovado no Sistema Estadual de Unidades de Conservação

49
Foto: Mathias Santos

O Parque Natural Municipal dos Pinheiros teve seu registro validado no cadastro do Sistema Estadual de Unidades de Conservação (SEUC). Sua inserção possibilitará ao município, acessar recursos e o ICMS Ecológico Estadual, junto a Câmara Estadual de Compensação Ambiental (CECA). Além de receber da Secretaria Estadual do Meio Ambiente e Infraestrutura (SEMA), apoio técnico e acompanhamento na implementação da Unidade de Conservação.

O reconhecimento pelo Estado é uma conquista para a Secretaria do Meio Ambiente. A instituição da área como Unidade de Conservação foi uma demanda da comunidade municipal, na intenção de preservar a área natural, que apresenta vegetação nativa do Bioma Mata Atlântica.

Publicidade

Próximos passos a serem tomados

Publicidade

O município realizará a inclusão do Parque Natural Municipal dos Pinheiros no Cadastro Nacional de Unidades de Conservação (CNUC), o que possibilitará a inserção do município nas Políticas Públicas Nacionais de Conservação e oferecerá visibilidade para a Unidade de Conservação concorrer a editais de fundos nacionais e internacionais de meio ambiente.

Os próximos passos incluem, também, a regulamentação do Conselho Consultivo do Parque Natural Municipal dos Pinheiros e a elaboração do Plano de Manejo, documento que estabelecerá as diretrizes, normas, programas e ações necessárias para o atendimento dos objetivos da Unidade de Conservação.

A Secretaria Municipal do Meio Ambiente analisa a viabilidade de incorporação de áreas do entorno para ampliação do Parque Municipal.

Sobre o Parque dos Pinheiros

O Parque dos Pinheiros é a primeira Unidade de Conservação instituída pelo município, situada a 5 km do centro de Gramado, tem hoje cerca de 133,9 hectares, com predominância de Floresta Ombrófila Mista, com representação de espécies típicas dessa formação ecológica, incluindo representantes da fauna e flora ameaçadas de extinção.

Seu ecossistema natural de grande relevância ecológica e beleza cênica, possibilita a visitação pública para fins de atividades de educação e interpretação ambiental, recreação em contato com a natureza e turismo ecológico. Ainda, é possível a realização de estudos e pesquisas relacionadas com o meio ambiente, promovendo o desenvolvimento de conhecimentos científicos, incentivos à pesquisa acadêmica e educação ambiental continuada.

Visitação

Devido às medidas de prevenção e combate à pandemia de COVID-19 e em função dos riscos de contágio, a visitação ao parque está suspensa por tempo indeterminado.