Autor de homicídio é preso e alega que matou “por engano”

0
138
Em todos os casos foram realizadas prisões
Publicidade

A Polícia Civil de Canela realizou, na tarde desta segunda-feira (01), mas uma ação policial para o combate aos homicídios praticados recentemente na cidade. Nesta ação, foi preso preventivamente o autor de homicídio praticado na Rua da Cascata, no Bairro Santa Marta, no dia 23 de janeiro de 2020, quando a vítima Rodrigo de Moura, de 24 anos, foi atingida por cerca de cinco disparos de arma de fogo, sendo quatro na cabeça e um no abdômen. O criminoso foi preso no Bairro Distrito Industrial.

De acordo com o Delegado Vladimir Medeiros, titular da Delegacia de Polícia de Canela e responsável pela ação policial, o investigado é apontado como autor dos disparos que mataram a vítima na noite do dia 23 de janeiro.

Publicidade

A autoridade policial destacou, ainda, que a Polícia Civil de Canela apurou que Rodrigo de Moura não era o alvo pretendido pelo grupo criminoso naquela noite, que queria matar outro desafeto. No entanto, Rodrigo de Moura estava na companhia do alvo pretendido pelos criminosos, tendo sido atingido diversas vezes. Medeiros informou que, mesmo sabendo que não se tratava do alvo pretendido, o criminoso preso nesta segunda-feira decidiu agir e efetuou pelo menos cinco disparos contra a vítima, que morreu no local.

O Delegado Vladimir Medeiros reiterou que, neste e em outros crimes graves ocorridos na cidade nas últimas semanas, sua equipe policial trará à comunidade resultados positivos, com indiciamentos e prisões em todos os casos, sendo que, em vários deles, já efetivaram as prisões necessárias. A autoridade policial destacou que os policiais civis trabalham em todos os crimes incansavelmente e de forma ininterrupta, inclusive nos finais de semana e nas madrugadas. Medeiros informou, ainda, que esta e outras prisões que ocorreram ou ocorrerão, são fruto de investigação policial qualificada de sua equipe, o que faz com que haja a tendência de que os criminosos permaneçam presos por longos períodos.

O Delegado Heliomar Franco, Diretor da Delegacia Regional de Gramado (2ª DPRI), ressaltou que as ocorrências criminais de maior gravidade têm recebido as devidas prioridades e sido solucionadas com a identificação e prisão de seus autores, trazendo tranquilidade à comunidade.

Publicidade