Tecnologia em Tempos Difíceis

64
Publicidade

Bom dia queridos leitores, sejam bem vindos a coluna Joy TecNews!

É um prazer poder compartilhar com vocês o conhecimento adquirido ao longo de mais de 20 anos de experiência no maravilhoso mundo da tecnologia. Meu nome é Josemir e a partir de hoje vou conduzir vocês por artigos semanais.

Publicidade

Todas as quartas-feiras (já coloca na agenda), teremos um encontro para bater um papo rápido sobre tudo que envolve o mundo da tecnologia. Aqui você pode esperar debates sobre a ética tecnológica até matérias sobre como a tecnologia de uma forma geral, está ajudando o ser humano a explorar Marte, então, fica ligado que é todas as quartas-feiras. Combinado?

Publicidade

Para começarmos quero falar um pouco sobre o uso da tecnologia em tempos de epidemia, pandemia, sindemia (as denominações são assunto para outra hora). Já parou para pensar de que formas a tecnologia está sendo usada para minimizar os efeitos catastróficos da COVID-19?

De sites na internet mapeando o contágio até inteligências artificiais ajudando a criar imunizadores, estamos presenciando um momento único onde o ser humano está podendo usar uma de suas ferramentas mais poderosas para minimizar um problema de saúde global e o melhor, de forma rápida e extremamente assertiva.

Só pra relembrarmos as aulas de história, a Peste Negra, maior pandemia já registrada na história humana, sentenciou em meados do século XIV, aproximadamente 200 milhões de pessoas e documentos históricos dão conta de que ela durou em torno de 6 anos.

Só para termos um comparativo, até o fechamento deste texto, o painel do Google sobre a pandemia mostrava 2.5 milhões de vítimas fatais. Estes dados estão sendo coletados desde janeiro de 2020, portanto, pouco mais de 1 ano depois, temos 10% do que foi a Peste Negra. Obviamente, não é um bom número, mas, fica claro que estamos conseguindo diminuir os riscos.

E por falar em minimizar os riscos, gostaria de falar um pouco com vocês sobre uma solução simples encontrada pelo Ministério da Saúde, para nos ajudar a desviar de possíveis focos de contaminação. Você sabia que existe um aplicativo que te alerta sobre a presença de pessoas que testaram positivo para a COVID-19?

O app chama-se Coronavírus – SUS e está disponível tanto para Android quanto para IOS. Para que o aplicativo funcione, é necessário que você mantenha o recurso de bluetooth do celular habilitado e, no caso de ter testado positivo, compartilhe anonimamente seu resultado.

Através da conexão de bluetooth, seu smartphone ou tablet, pode rastrear outros aparelhos com o recurso habilitado e te alertar sobre a presença, em um determinado perímetro, de celulares com a informação de teste positivo.

Fique tranquilo, durante a instalação, não será solicitada nenhuma informação sensível (nome, e-mail, CPF, endereço) e também não será necessário fornecer permissões para nenhum recurso que possa ser usado para identificação como GPS, câmera, galeria ou outro. O único requisito para que o programa funcione é mesmo o bluetooth.

Durante os 25 dias de teste que fiz, o aplicativo me alertou com razoável frequência de pontos com maiores chances e em mercados, por exemplo, recebi alertas sobre a exposição. Na prática, achei muito fácil de usar e extremamente útil, pois, cabe a cada um de nós tomar as medidas necessárias para nos protegermos e a nossos familiares.

E aí, o que acharam da dica?

Sobre que áreas da tecnologia vocês gostariam de conversar?

Comenta aqui embaixo que nas próximas matérias, seu assunto pode ser o escolhido!

Um grande abraço e nos vemos na próxima quarta. Fui.