Patram realiza ações de combate a crimes ambientais em Gramado e roubo de gado em São Francisco de Paula

0
100
Fotos: Soldado De Aquino/Divulgação
Publicidade

A Polícia Ambiental (Patram) desencadeou ações de fiscalização e combate a crimes ambientais nas cidades de Gramado e São Francisco de Paula. Entre as ações estava a fiscalização do uso de explosivos e também coibir roubo de gado. Não foram constatadas irregularidades durante as operações.

A primeira delas ocorreu na tarde de sexta-feira (10). Na ocasião, policiais militares do 2º Pelotão de Policiamento Militar Ambiental de Canela, em conjunto com fiscais ambientais municipais, realizaram uma diligência, em atendimento a solicitação da 1º Vara Judicial de Comarca de Gramado. A vistoria ocorreu em uma propriedade que já foi objeto de autuação, sendo verificado se a área degradada se encontra em recuperação. Na oportunidade foi realizado levantamento ambiental, o qual será utilizado para confecção de relatório e posterior encaminhamento ao órgão judiciário.

Publicidade

Ainda na sexta-feira (10), os Policiais Ambientais realizaram operação Blaster, onde fiscalizaram empreendimentos que utilizam explosivos. Na oportunidade foi realizada fiscalização em uma pedreira no município de Gramado, na localidade de Várzea Grande. O empreendimento funciona com Licença de Operação valida, não utilizando serviços de detonação, quando for necessário realizará contratação de empresa especializada. Não foram observadas irregularidades durante a vistoria.

Publicidade

Já na parte da noite, em São Francisco de Paula, os Policiais Ambientais realizaram ações de patrulhamento e fiscalização ambiental rural, nas proximidades do Centro de Pesquisas e Conservação da Natureza, PRO MATA, da PUC RS. As atividades buscavam coibir crimes contra o meio ambiente e abigeato, nas estradas do interior. Os procedimentos compreenderam abordagens e barreiras, onde foram fiscalizados cinco pessoas autorizadas a abater Javalis. Os chamados CAC, (Caçadores, Atiradores e Colecionadores), foram abordados, passando por revista pessoal e veicular, bem como a conferência da documentação, que condizia com as armas transportadas. Não foram observadas irregularidades durante o serviço.