Vereadores de Canela recebem novo secretário de Meio Ambiente e tratam sobre esgoto

0
153
Publicidade

O Presidente da Câmara de Vereadores de Canela, Marcelo Savi, acompanhado dos vereadores Carlos Oliveira e Carmen Lúcia de Moraes receberam, na tarde de quinta-feira (4), o novo secretário de Meio Ambiente de Canela, Jackson Müller. David Keller, que deixou o cargo, assume como secretário adjunto da pasta, esteve junto nesta reunião. Jackson já atuou como secretário do Meio Ambiente em Estância Velha e Novo Hamburgo, foi diretor técnico da Fundação Estadual de Proteção Ambiental (Fepam), entre outros cargos relevantes.

Como pauta principal do encontro, está o saneamento básico, tratamento de esgoto, o abastecimento de água, o recolhimento de lixo e as áreas invadidas no município. Além disso tudo, os vereadores cobram mais fiscalização nos contratos com as empresas que prestam esses serviços, pois a comunidade não está recebendo os serviços acordados em contratos.

Publicidade

“Canela tem a natureza, o turismo e a qualidade de vida como marcas registradas da cidade, e não podemos perder isso. Hoje a comunidade paga o serviço de saneamento, mas a comunidade não recebe um serviço de qualidade. Temos que mudar isso urgentemente, e mudar o cenário deste problema de esgoto em nosso município. E lembro a vocês, que a secretaria está totalmente à disposição da câmara para passar informações, fazer parceiras, receber críticas e conselhos que melhorem nossos serviços”, destacou o secretário.

Entre as cobranças por parte dos vereadores, está a criação de um departamento dentro da Prefeitura para cuidar apenas da questão da água e do esgoto, para melhorar a fiscalização e as questões ambientais da cidade.

Para o Presidente da Câmara, Marcelo Savi, já passou da hora do Poder Público tomar partido na questão do saneamento básico: “Se nós, vereadores e Poder Executivo, estamos cansados dos péssimos serviços prestados, imagina nossa comunidade, que convive diariamente com esgoto a céu aberto, córregos infestados por lixo e substâncias que causam mau cheiro e doenças. O novo secretário pode ter certeza que a Câmara está completamente do lado da comunidade nessa questão, e se preciso, tomaremos medidas drásticas para solucionar esses problemas”, ressaltou Savi.