Retornando ao jornalismo

0
147
Cartola-nova-xandi
Publicidade

Pois bem meus amigos, por motivos alheios a minha vontade fiquei afastado do meio jornalístico por pouco mais de um ano. Neste período me aventurei na área de marketing e até estava me adaptando bem ao novo rumo. Mas, eis que o jornalismo voltou a bater na minha porta com uma nova oportunidade. Desta vez com o projeto de um jornal voltado apenas para a plataforma digital. De início até relutei um pouco, mas o jornalismo nunca deixou de correr na minha essência. Então, aceitei o desafio e cá estamos de volta redigindo uma coluna, tarefa esta que fiz por mais de 20 anos.

No final de semana estive novamente a beira dos gramados para fazer reportagens com os times do Varzeano, nada de novo para mim. Por outro lado, o que me surpreendeu foi a receptividade que tive. “Estava com saudade de te ver novamente com está máquina (fotográfica).” “Que bom que tu voltou”, “Eu sabia que tu não ia ficar muito tempo fora do jornal”. Com frases como estas e muitos cumprimentos ao me verem de volta, assim fui recebido. Sem dúvida fiquei muito feliz ao ser recepcionado desta forma. É o reconhecimento de um longo trabalho. Por outro lado, ficamos no compromisso de seguir com a mesma linha de sempre fazer o melhor e levar a informação sem distorção aos leitores.

Publicidade

Velhos problemas

Ainda estou me inteirando sobre questões relacionadas ao esporte. No entanto, já vi que velhos problemas ainda persistem. No ano passado, quando ainda estava trabalhando em jornal, um dos assuntos era em relação ao Ginásio Maristão, o qual não deveria mais ser cedido para as competições municipais. A questão segue indefinida, mas, se não houver uma mudança, a partir de 2020, a prefeitura terá que buscar uma alternativa para realizar as competições. Esta é uma briga muito antiga. Canela é o único município da região que não tem um ginásio municipal em condições de sediar competições. Talvez a solução para este problema seja mesmo a negativa da direção do colégio Marista em alugar o seu ginásio. Se isso acontecer o problema terá que ser resolvido e a solução talvez seja a construção do tão sonhado ginásio.

Clima quente nas categorias de base

Fui acompanhar a final do Futsal Sub 20 de Canela e já na porta do ginásio encontrei seguranças fazendo revista. Num primeiro momento até achei um exagero, pois qual seria a necessidade de seguranças numa competição de base? Inclusive perguntei a organização o motivo e me informaram que já havia dado problema em outra competição envolvendo a categoria de base. E não é que ao final do jogo foi realmente preciso a intervenção dos seguranças para conter os ânimos dos atletas e dirigentes. E olha que tiveram muito trabalho. Cenas realmente lamentáveis, principalmente envolvendo jovens atletas que são o futuro das competições.

Ruínas por um moderno hospital

Sem dúvida uma grande notícia esta referente a troca da área das Ruínas do Cassino por um moderno hospital. Há quem diga que poderiam ser aplicados estes recursos no Hospital de Caridade de Canela. Pois bem, todas as vezes que precisei do HCC sempre fui bem atendido e não tenho o que reclamar. No entanto, acredito que não seria uma boa ideia investir num prédio tão antigo como o do HCC. Seria como ter um Opala 1974, e colocar pneus e rodas novas, pintura, reforma no motor, entre outras, mas ele continuaria sendo um Opala 1974. Com todo o investimento seria melhor comprar um carro mais moderno e com uma tecnologia de acordo com a nossa realidade. Fico na torcida para que uma iniciativa semelhante seja pensada para resolver a questão do ginásio municipal.