0
361
Publicidade

Ginásio Carlinhos da Vila

Acompanhei a solenidade oficial de entrega do Ginásio Carlinhos da Vila para a comunidade do Bairro Santa Marta. Parecia uma obra interminável, iniciada em 2008 e só entregue 11 anos depois, custando um enorme valor (R$ 1,5 milhões). E mesmo com um custo tão grande, não dispõe nem mesmo de arquibancadas e os vestiários serão improvisados. Mas, apesar de todos os contratempos, está agora a disposição da comunidade e isso é o mais importante.

O plantio da semente

O que realmente me deixou alegre na solenidade foi o anuncio de um projeto social que será desenvolvido com os jovens da comunidade. Hoje muito se fala que o Varzeano e o Futsal estão acabando em Canela. Equipes tradicionais desistem de participar e o público já não vai mais aos campos e ginásios assistir aos jogos. Muitos fatores tem contribuído para isso, e entre eles a falta de renovação de jogadores. Por isso acredito ser muito importante trabalhos como estes, que dão a oportunidade aos jovens para se destacarem e tomarem gosto pelo esporte. E como foi ressaltado durante a inauguração do Ginásio Carlinhos da Vila, os atletas terão a oportunidade de defender o seu próprio bairro, onde tem raízes. Os bairros Santa Marta, São José e Dante, sempre tiveram excelentes atletas e equipes forte no passado e isso precisa ser resgatado. É claro que este é um trabalho a longo prazo, mas tenho certeza que dará excelentes resultados.

Publicidade

Público prestigia os jovens

Quem vem acompanhando as finais das competições de base em Canela sabe que os jogos sempre reúnem um bom público. Pais e familiares sempre estão lá torcendo pelos jovens talentos, em alguns casos até de forma exaltada, mas faz parte do espetáculo. Este envolvimento da comunidade me faz crer que o esporte pode ser resgatado e voltar aos dias de glória como foi no passado. Cabe destacar também o excelente trabalho que vem sendo realizado por novos dirigentes. Entre eles estão os técnicos Léo (Toque de Letra), Ronaldo (Gênios da Bola), Sargento Famoso (Leodoro Azevedo), Cassiá (Educa Esporte), Ximbé (Projeto Santa Marta), entre outros.